Dez dicas para reduzir a factura energética do seu lar

1. Feche bem portas e janelas
Evite a abertura de portas ou janelas para o exterior ou para divisões não aquecidas. Não aqueça áreas que não estejam ocupadas permanentemente. Maximize a entrada de luz solar, levantando estores e abrindo cortinados.

2. Isole as paredes
Instale um bom isolamento nas paredes, através da utilização de placas de lã mineral ou poliestireno. Coloque vidros duplos e reduza em 10% as necessidades de climatização. Se não for possível, coloque portadas ou estores exteriores.

3. Adapte… a si e à sua casa
Se vestir roupa adequada à estação do ano, reduz a necessidade de aquecer a casa. Se tiver chão de madeira ou de mosaico, coloque carpetes para manter os seus pés quentes.

4. Escolha a potência certa
Antes de comprar um aparelho de climatização, isole a sua casa convenientemente e opte pelo equipamento que tenha a potência adequada.

5. Regule a temperatura
A temperatura deve estar situada em torno dos 20ºC. Baixe ou desligue o sistema de aquecimento no período nocturno. Por cada grau adicional, é consumida entre 7% a 10% da energia total necessária para aquecer toda a casa.

6. Programe quando quer ter a casa quente
Os termóstatos programáveis permitem o controlo do funcionamento do sistema, com base na temperatura da divisão onde estão instalados, e a programação dos períodos em que devem funcionar.

7. Instale válvulas termostáticas nos radiadores
A sua instalação permite ajustar com precisão a temperatura em cada divisão, regulando o caudal de água quente necessário, com base na temperatura seleccionada.

8. Ar condicionado que aquece e arrefece
Para o aquecimento central, as escolhas económicas da Deco Proteste, no artigo “Poupar energia em toda a casa” são as caldeiras a gás natural ou o ar condicionado central. Para a publicação, o ar condicionado é preferível aos radiadores eléctricos.

9. Preferência pela biomassa
A biomasssa pressupões o aproveitamento da matéria orgânica (resíduos provenientes da limpeza das florestas, da agricultura e outros). Quando este tipo de matéria é utilizada em sistemas de aquecimento, representa vantagens económicas e ambientais, segundo o Guia de Eficiência Energética da ECO EDP.

10. Afine o seu aquecimento
Inspeccione o seu sistema de aquecimento regularmente, sobretudo se for de gás natural. Se tiver sistemas de ar condicionado limpe ou substitua os filtros periodicamente. A sujidade acumulada dificulta a passagem do ar, forçando o sistema, o que desgasta o equipamento e provoca um aumento do consumo de energia.